Foto: Isaac Amorim/ MJSP

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), iniciou sua transmissão ao vivo pelo Facebook, na tarde desta sexta-feira (24), lamentando a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Segundo Leite, o desembarque do ministro do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) é um exemplo de que o país está “perdendo foco” em um momento de necessidade de mobilização para enfrentar a pandemia do coronavírus.

“Todo o esforço, a energia dos agentes públicos deve estar voltada a essa causa comum, que é o enfrentamento ao coronavírus, pelos problemas sanitários e efeitos econômicos que o enfrentamento ao coronavírus nos exige”.

O governador defendeu que os motivos da desistência de Moro devem ser esclarecidos.

“Merecerá certamente um debate, uma análise e a ação de instituições da nossa república para analisarem o que ali foi lançado. Da forma como o ministro apresentou sua saída, vai demandar que haja esforço de esclarecimento sobre as motivações e alterações na Polícia Federal”.

Após a live, Leite se manifestou pelo Twitter.

“Hoje sofreram derrota o trabalho técnico, o combate à corrupção e a valorização do mérito. A saída do ministro Sergio Moro, na forma como se deu e pelas motivações apresentadas, em um momento delicado da vida do país, abala os brasileiros que lutam por um país mais justo e transparente”.

O governador agradeceu pelo trato leal, respeitoso e correto que Moro sempre teve com o Rio Grande do Sul, e lembrou de ações como a retirada de líderes de facções criminosos do sistema prisional gaúcho para o federal, em uma ação conjunta no início de março.