Foto: Divulgação

O Makro fechou as três lojas que tinha no Rio Grande do Sul. As unidades de Porto Alegre e São Leopoldo já tiveram as atividades encerradas. Na lista, está a de Caxias do Sul que a reportagem de Agência GBC apura se ainda está aberta.

Questionada, a empresa informou que irá concentrar as operações em São Paulo. A reestruturação já havia sido anunciada em janeiro. Em outros estados do país, lojas também foram fechadas.

Compra pelo Carrefour

Em fevereiro, O Carrefour Brasil anunciou que havia comprado 30 lojas da rede Makro no país por R$ 1,95 bilhão, de acordo com um anúncio feito aos seus acionistas e ao mercado. São pontos em 16 estados e no Distrito Federal. Somados, eles têm 165 mil metros quadrados de área de vendas. Essas lojas venderam R$ 2,8 bilhões em 2019, em conjunto.

Dos 30 mercados comprados, 22 são de imóveis próprios, e oito, alugados. Também foram adquiridos 14 postos de combustíveis operados pela Makro.

De acordo como comunicado, eles serão integrados à rede Atacadão, de atacarejo, lojas que vendem por atacado e varejo. O plano é converter as bandeiras de todos as 30 lojas até 12 meses. “Essa transação é o movimento mais importante do Grupo Carrefour no Brasil desde a aquisição do Atacadão em 2007”, disse o presidente do Carrefour no mundo, Alexandre Bompard.

Questionado, o Carrefour informou apenas que não houve ainda aprovação da compra pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão que autoriza fusões e aquisições de empresas que possam trazer problemas à concorrência de mercado. No entanto, afirma que não desistiu do negócio. As lojas fechadas serão reformadas.