O menino de dois anos que morreu ao cair da janela do quarto andar de um prédio, em Porto Alegre, pertencia a uma família residente em Cachoeirinha.

A criança sofreu uma queda de quase 10 metros, na tarde deste sábado (06) no bairro Rubem Berta, na zona norte da capital.

O menino chegou a ser socorrido com vida, mas morreu em atendimento no Hospital Cristo Redentor.

A família estava no apartamento desde a manhã de sábado. O imóvel estava recebendo limpeza e os móveis estavam sendo trocados, já que o padrasto pretendia utilizar o apartamento, que vinha sendo ocupado pela mãe.

Enquanto o casal fazia as adequações no local, o menino teria sumido. Diante disso, o casal teria passado procurá-lo. Ao visualizar a janela, o padrasto viu o menino caído. O cômodo onde a criança frequentou pela última vez tinha uma cama com a cabeceira junto à janela.

Conforme o delegado Sílvio Kist Huppes, não há indícios de que teria ocorrido algo intencional. O caso é investigado.