Foto: Palácio Piratini/Divulgação

O Governo do Rio Grande do Sul deve anunciar na próxima segunda-feira (15) uma posição quanto ao retorno das aulas na modalidade presencial. A medida valerá tanto para as escolas quanto creches, mas apenas depois da análise de dados sobre o coronavírus. “Na próxima semana devemos nos pronunciar se vamos dar um passo seguinte com retorno presencial para julho”, disse Leite durante transmissão ao vivo.

Leite havia divulgado uma lista de cenários possíveis para a retomada das aulas na modalidade presencial. O mais otimista previa o retorno escalonado a partir de 1º de julho, começando pelas escolinhas, passando depois para os primeiros anos do fundamental e o terceiro do ensino médio. Nesse mesmo cenário, o governo estima a retomada de 100% das aulas em setembro.

Na próxima segunda-feira (15), devem ser liberadas as aulas presenciais para ensino superior, pós graduações e ensino técnico subsequente (restrito às atividades práticas de ensino essenciais para a conclusão do curso, pesquisa, estágio curricular obrigatório e atividades em Laboratórios) e cursos livres profissionalizantes.

As aulas estão suspensas no Estado desde o dia 19 de março.