Foto: Jaime Zanatta/GBC

O comércio de Canoas funcionou parcialmente nesta terça-feira (23). Enquanto algumas lojas do Centro optaram por não abrir, outras permaneceram funcionando o dia todo. Assim, o fecha-tudo não aconteceu na prática, mesmo com a bandeira vermelha em vigor na região desde a meia-noite.

Isso ocorreu porque houve um atraso na publicação do decreto estadual, que atualiza as medidas restritivas do plano de distanciamento controlado. O efeito dominó gerou atrasos nas publicações municipais, e por isso muitos lojistas aproveitaram a brecha, inclusive os shoppings.

Não há previsão para a publicação de um decreto em Canoas. Apesar disso, a prefeitura publicou regras que visam o cumprimento da bandeira vermelha.

Apenas o comércio de serviços essenciais pode abrir, mantendo 50% dos trabalhadores. O restante deve fechar. Os restaurantes e lancherias podem atender apenas em sistemas de tele-entrega, drive-thru e pegue e leve. Já nos shoppings, fica permitido o acesso apenas a serviços essenciais como farmácias, lavanderias e supermercados. Todos esses estabelecimentos podem operar com apenas 25% dos funcionários.

Cultos e missas estão liberados, mas respeitando o máximo de 30 pessoas. As academias, barbeiros e cabeleireiros, podem funcionar com atendimento individualizado.