Foto: Reprodução

A Prefeitura de Cachoeirinha encaminhou recurso pedindo a volta da bandeira laranja do modelo de distanciamento controlado do Governo do Estado, que voltou a classificar a região como de alto risco (vermelha) para o contágio da Covid-19. Ao todo, no Estado, 67 recursos que pedem reconsideração da bandeira vermelha foram encaminhados. O prazo venceu na manhã deste domingo (28). Na segunda-feira (29), o Piratini deverá anunciar a bandeira definitiva.

No documento enviado ao Executivo gaúcho, é defendido que Cachoeirinha está preparada para o enfrentamento da Pandemia de Covid-19 e tem à disposição o Hospital de Campanha, cujos índices de ocupação e de utilização estão ainda distantes de um limite crítico.

A estrutura conta com 63 leitos, todos cadastrados no Sistema de Gerenciamento de Internações (Gerint), sendo: 12 de isolamento com pontos de O2 de média complexidade; 8 unidades de tratamento intensivo com ventiladores mecânicos para alta complexidade; e mais 43 de enfermaria, para casos de baixa complexidade.

Atualmente estão sendo ocupados três leitos de média complexidade. Desde o início da pandemia, foram 22 pacientes de internados no Hospital de Campanha sendo que apenas dois necessitaram de leito em Unidade de Terapia Intensiva com ventilação mecânica. Outro aspecto apresentado no documento é que dos 344 casos confirmados de coronavírus, 181 já estão recuperados.

Com apenas quatro óbitos, conforme o Boletim Epidemiológico do dia 26, sexta-feira, a cidade tem uma incidência de 3.1 casos para 100.000 habitantes. O recurso apresentado para o Governo do Estado, lembra ainda que Cachoeirinha tem seu Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus, trabalha de forma coordenada ações de conscientização através da comunicação e de vigilância e orientação, com as equipes de Agentes de Trânsito e Guarda Municipal, inclusive com a participação do Corpo de Bombeiros e da Brigada Militar.

No âmbito legal, a cidade tem editado, desde o início de março, os decretos necessários para regular as condutas e seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS). A resposta do Estado deve ser divulgada no final da tarde desta segunda-feira, dia 29. Cachoeirinha está com a Bandeira Vermelha decretada pelo Estado desde 20 de junho, quando também buscou juridicamente a reavaliação da determinação.