Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um taxista de 59 anos foi preso em flagrante na noite da última quinta-feira (30) no Centro de Canoas. Ele fazia tele-entrega de drogas para traficantes. Quando foi abordado pelos policiais da 1ª Delegacia de Polícia, o homem transportava cocaína para um cliente.

A quadrilha está sendo investigada pela Polícia Civil. Conforme apurado até o momento, o taxista, que não teve o nome divulgado, era usado para não chamar a atenção dos policiais, já que não tinha antecedentes criminais. “O preso utilizava o seu trabalho para passar despercebido pelas autoridades”, afirmou o delegado Rafael Pereira, titular da 1ª DP.

Os investigadores também apuraram que o preso era orientado a fazer as entregas de entorpecentes entre uma corrida e outra para despistar qualquer tipo de ação policial. Agora, a Polícia Civil está procurando os ‘patrões’ do taxista.

Foram apreendidos dinheiro, cocaína e o táxi.