Foto: Divulgação

A Gaivota-de-cabeça-cinza foi levada para ser solta em Tramandaí, na manha desta quinta-feira (17), pela equipe do Zoológico Municipal de Canoas junto com o CECLIMAR. A ave estava sendo tratada desde o dia 31 de julho, quando foi entregue pela equipe da Guarda Municipal de São Leopoldo.

Quando a gaivota chegou em Canoas, ela estava debilitada, sofrendo por desidratação e com muitas lesões que são características de choque traumático. A ave ficou vários dias sendo tratada e analisada sobre suas condições de voo. Ela ficou em um spa, onde podia ficar caçando seus peixes em um lago com o objetivo de que seus hábitos naturais fossem recuperados.