Foto: Dado Ruvic/ Reuters

Jovens terão que esperar até 2022 para que possam ser vacinados contra o Coronavírus, já que a primeira produção será destinada aos grupos de maior risco, segundo confirmação da cientista-chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) Soumya Swaminathan, nesta quarta-feira (14).

“As pessoas acham que no dia 1º de janeiro vai ter vacina e que as coisas voltarão ao normal, mas não vai ser assim. Ninguém jamais produziu vacinas nos volumes que serão necessários, então em 2021 esperamos ter vacinas, mas em uma quantidade limitada”, afirmou.

Há um consenso de que as primeiras pessoas a serem vacinadas são os profissionais de saúde, seguidos pelos idosos e pessoas mais vulneráveis. “Uma pessoa jovem e saudável terá que esperar até 2022 para ser vacinada”, colocou Swaminathan.

Há vacinas com grande potencial sendo produzidas, porém, ainda estão na terceira fase de testes. Esta é a fase na qual os testes são realizados para verificar se a vacina é eficaz e se há efeitos colaterais graves.

Por mais que exista 40 testes de vacina distribuídos nas três fases e 200 ainda em laboratório, o que mostra que há um interesse para encontrar a fórmula correta.  “Enquanto não tivermos os resultados da fase 3, não saberemos quais e quantas dessas vacinas serão seguras, eficazes e que protegerão por um longo tempo”, disse Swaminathan.