Foto: Jaime Zanatta/GBC

Com a decisão do Governo do Estado, de manter o sistema de cogestão regional dos municípios em relação ao sistema de enfrentamento à pandemia, a Prefeitura de Canoas optou por seguir os protocolos da bandeira vermelha. Ainda que pertença à região com bandeira preta, relacionada pelo governador na última sexta-feira (19), ao aderir ao sistema compartilhado, o município de Canoas pode adotar os protocolos próprios compatíveis com o nível de restrição da bandeira vermelha.  

Independentemente das bandeiras finais, entretanto, Canoas, como todos os 497 municípios gaúchos, deverá seguir e fiscalizar a suspensão geral de atividades, incluindo estabelecimentos de atendimento ao público, reuniões, eventos, aglomerações e circulação de pessoas em áreas internas ou externas, em ambientes públicos ou privados, entre 20h e 5h, todos os dias, até o dia 2 de março, a restrição passa a valer a partir desta terça-feira (23).

De acordo com a determinação do Governo do Estado, devem estar fechados, sem público ou clientes, estabelecimentos de atendimento ao público, reuniões, eventos, aglomerações e circulação de pessoas tanto em áreas internas quanto externas, em ambientes públicos ou privados.

Exceções mantidas: farmácias, hospitais e clínicas médicas, serviços funerários, serviços agropecuários, veterinários e de cuidados com animais em cativeiro, assistência social e atendimento à população vulnerável, hotéis e similares, postos de combustíveis e estabelecimentos dedicados à alimentação e hospedagem de transportadores de cargas e de passageiros, estabelecimentos que funcionem em modalidade exclusiva de tele-entrega e Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa). A suspensão geral também não atinge atividades industriais noturnas.

A prefeitura de Canoas montou um comparativo dos protocolos nas bandeiras vermelha e preta