Foto: Redes Sociais/Arquivo Pessoal

Um morador de Canoas morreu na última terça-feira (23) enquanto aguardava por um leito de UTI. Nei Carlos Trindade Júnior de 45 anos estava com Coronavírus.

De acordo com a Prefeitura de Canoas, ele foi internado em 18 de fevereiro com falta de ar na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Boqueirão. “No dia 19/02, foi inserida solicitação no sistema de regulação para transferência para leito de UTI. Foi captada vaga na rede hospitalar de Canoas e, conforme evolução da solicitação, em 22/02, foi reservada vaga no Hospital Nossa Senhora das Graças. Na tarde do dia 23/02, havia registro de instabilidade clínica para o transporte do paciente, o que impossibilitou a transferência”, diz a nota do Executivo Municipal.

Nei era casado e pai de quatro filhos, sendo um já falecido. Conhecido como Chiquinho, ele  era presidente da Liga Canoense Futebol Sete, entidade que organiza torneios esportivos e ações beneficentes na cidade. Durante a pandemia, o comerciante abriu uma tele-entrega de churrasco e bebidas para garantir a renda da família.

Confira a nota da Prefeitura de Canoas

“O paciente Nei Carlos Trindade Júnior deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento Guajuviras, em Canoas, no dia 18/02, com quadro de Covid-19.

No dia 19/02, foi inserida solicitação no sistema de regulação para transferência para leito de UTI. Foi captada vaga na rede hospitalar de Canoas e, conforme evolução da solicitação, em 22/02, foi reservada vaga no Hospital Nossa Senhora das Graças. Na tarde do dia 23/02, havia registro de instabilidade clínica para o transporte do paciente, o que impossibilitou a transferência.

Importante ressaltar que o agravamento rápido e repentino dos quadros é uma característica da Covid-19 e que para ser transferido o paciente precisa antes estar estabilizado.

A direção técnica informa que o paciente recebeu todo o suporte no atendimento, primeiramente sendo encaminhado à Sala Amarela e, após, no dia 22/02, à Sala Vermelha (casos gravíssimos), devido ao agravamento dos sintomas e quadro clínico instável. Conforme registro da equipe médica, ele apresentava comorbidade e obesidade grau 3.

De acordo com informação registrada, o paciente veio à óbito às 19h30. A Secretaria Municipal da Saúde de Canoas lamenta profundamente a perda de mais um canoense para a Covid-19 e se solidariza com a família, amigos e comunidade”.