Foto: Djalma Correa Pacheco/Prefeitura de Esteio

Pessoas com síndrome de down receberam, na última sexta-feira (30), a primeira dose da vacina contra a COVID-19. O imunizante Astrazeneca foi aplicado na sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Esteio (Apae). A dose de reforço está marcada para o dia 30 de julho, no mesmo local.

Leia mais notícias de Esteio

A imunização de pessoas com mais de 18 anos com síndrome de down no grupo prioritário foi determinada em nota técnica do Ministério da Saúde (MS) publicada na última terça-feira (27). No mesmo documento, o MS inclui na fase 1 de vacinação do grupo de comorbidades as pessoas com doenças renais que fazem tratamento por diálise maiores de 18 anos; gestante de alto risco e puérperas (mulheres que deram à luz há menos 45 dias) com alguma comorbidade; e pessoas com deficiência permanente cadastradas no programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Vacinação chegou às pessoas de 50 anos e com comorbidades

Nesta sexta-feira (30), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) ampliou a vacinação contra a COVID-19 para pessoas com 50 anos que apresentem alguma das comorbidades estabelecidas pelo Ministério da Saúde. Para ser vacinado, será necessário fazer o agendamento pelo site www.esteio.rs.gov.br/vacina.

A ampliação foi possível pela chegada de um novo lote de Astrazeneca a Esteio contendo 2.530 doses encaminhadas pelo Ministério da Saúde e repassadas ao Município pela Secretaria Estadual da Saúde.

As pessoas com comorbidades e gestantes de alto risco precisam estar atentas à documentação que devem apresentar na hora de receber a vacina: além de documento de identidade e do comprovante de residência, é obrigatório mostrar um documento que ateste a doença informada. Pode ser, por exemplo, um laudo médico, a receita de um medicamento controlado relacionado com a doença ou algum exame com diagnóstico conclusivo.

Quem não conseguir agendar pelo sistema poderá utilizar os telefones 3473-6377, 3473-8964, 3473-0480 e 3458-2824 (Ramal 1 – das 8h às 12h e das 13h às 17h). Pessoas que tiverem dificuldades para marcar a vacina podem buscar ajuda diretamente nas unidades básicas de saúde (UBSs). Idosos acamados ou com dificuldade de locomoção são imunizados em casa, também após agendamento pelos mesmos canais. Grupos prioritários cuja data de vacinação já passou também podem agendar o horário para ir até o drive-thru e receber a dose.

Até quinta-feira (29), Esteio já havia aplicado a primeira dose em 17.603 moradores de Esteio ou profissionais da área da saúde que trabalham no município, o que equivale a 21,18% da população. Destes, 4.416 também receberam a dose complementar (equivalente a 5,31% dos habitantes da cidade).

Lista de comorbidades*
– diabetes Mellitus
– pneumopatias crônicas graves
– hipertensão arterial resistente (HAR)
– hipertensão arterial estágio 3
– hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade
– insuficiência cardíaca (IC)
– cor-pulmonale e hipertensão pulmonar
– cardiopatia hipertensiva
– síndromes coronarianas
– valvopatias
– microcardiopatias e pericardiopatias
– doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas
– arritmias cardíacas
– cardiopatias congênitas no adulto
– próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
– doença cerebrovascular
– doença renal crônica
– imunossuprimidos
– anemia falciforme
– obesidade mórbida
– síndrome de down
– cirrose hepática
*Definidas pelo Ministério da Saúde no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19 (detalhes em bityli.com/IORuH)