Foto: Jaime Zanatta/ GBC

Nota da redação: a manchete da reportagem dizia que a gasolina seria vendida por R$ 2 em Canoas entre 9h00 e 9h12. Às 9h13 a informação foi corrigida

O Sindipetro-RS vai promover na próxima sexta-feira (14), a campanha “Gasolina a preço justo”. A atividade será a partir das 14h, no Posto Buffon, na Avenida Getúlio Vargas 5170, no Centro de Canoas. Serão distribuídos pelo sindicato, por ordem de chegada, 200 cupons de desconto para motociclistas e 100 para motoristas de carros.

Leia mais notícias de Canoas

Esses cupons serão distribuídos para carros e motos, com descontos de R$ 2,00 para cada litro de combustível abastecido, com máximo de 20 litros para carros e de 5 litros para motos. Dessa forma, o condutor terá a oportunidade de abastecer seu veículo com desconto de até R$ 40, para carros, e de R$ 10, para motos.

Os descontos de R$ 2,00 por litro de combustível abastecido serão custeados pelo próprio sindicato, para mostrar como a Petrobrás poderia cobrar menos se não fosse a atual política de preços imposta pelo governo federal. Desde 2016, as gestões da empresa praticam o Preço de Paridade de Importação (PPI), que varia conforme o sobe e desce do valor do barril de petróleo no mercado internacional, as oscilações do dólar e dos custos de importação. Consequentemente, os reajustes se tornam frequentes e abusivos, de acordo com a entidade.

O objetivo é dialogar sobre a necessidade de mudar a atual política de preços, baseada no mercado internacional, além de mostrar que os combustíveis no Brasil podem ser mais baratos. A ação faz parte das campanhas “Petrobrás Fica no RS” e “A Petrobrás é nossa. O preço pode ser justo”. Segundo a dirigente sindical, Miriam Cabreira, o governo federal precisa agir para reduzir os preços nas bombas de combustíveis: “A gente quer que a Petrobrás cumpra seu papel social de fornecer gasolina a preço justo. Vender refinarias brasileiras só vai aumentar os preços. Isso não é ideologia, isso é matemática.”, afirma a sindicalista.