Foto: Agora no Vale/Reprodução

A Polícia Civil segue investigando o acidente na BR-386 que ocorreu na tarde da última segunda-feira (17) em Lajeado. Após a colisão envolvendo dois carros e um caminhão, circulou pelas redes sociais um vídeo em que uma mulher de 34 anos convida a filha para se matar.

A mulher que está internada no Hospital de Pronto Socorro de Canoas (HPSC) em estado gravíssimo, já está com a prisão preventiva decretada. “Este mandado refere-se a tentativa de homicídio da filha, uma criança de apenas dois anos que estava junto no veículo”, explica a delegada regional da 19ª Delegacia de Polícia Regional de Lajeado, Shana Luft Hartz, em entrevista ao Agora no Vale.

Além disso, no vídeo que circula nas redes sociais, a mulher que não teve o nome divulgado, pede para que a filha se despeça do pai. Chorando, a criança diz que não vai fazer isso. De acordo com a delegada, o homem já foi ouvido. “O pai da menina relata que eles já estão separados há um ano e que agora, então, tem outro relacionamento e que a mulher não estaria aceitando esse outro relacionamento que ele estaria mantendo com uma terceira pessoa”, conta a delegada.

O acidente

A mulher conduzia um Fiat Uno que colidiu frontalmente em um caminhão na BR-386, em Lajeado. Na sequência, uma caminhonete Tucson também se envolve na ocorrência.

O caminhoneiro relatou aos policiais que a mulher invadiu a pista para colidir frontalmente. “Claro que podem ocorrer problemas mecânicos e ela ter perdido o controle do automóvel, a gente não tem esta informação”, complementa a delegada regional para o Agora no Vale.

A mulher ficou gravemente ferida e foi levado ao Hospital Bruno Born em Lajeado. Porém, devido ao seu estado de saúde, precisou ser transferida para Canoas. A criança sofreu apenas ferimentos leves. Os outros dois motoristas envolvidos não se feriram.