Foto:

A Polícia Civil deflagrou nesta sexta-feira (30) a Operação Elite. O alvo era uma organização criminosa que distribuía drogas em Canoas, Porto Alegre e em outras cidades da Região Metropolitana.

Receba as notícias de Canoas no WhatsApp

Nos quatro meses de investigação, os policiais mapearam a rede de distribuição de drogas, quem participava dela e quem comprava. Os clientes, em sua grande maioria, são moradores de Canoas de alta renda. “Foi uma investigação com objetivo de quebrar a estrutura de uma organização criminosa que atua no narcotráfico na Região Metropolitana”, comenta o delegado Rafael Pereira, titular da 1ª Delegacia de Polícia de Canoas.

Os policiais coletaram que não só maconha, de forma simples, era comercializada. Os traficantes também vendiam os entorpecentes chamados de BUD e WAX que são, de maneira mais prática, maconha mais concentrada.

Cinco criminosos foram presos. Mais de 80 policiais cumpriram ordens judiciais em Canoas e Porto Alegre. “Foi um duro golpe contra o narcotráfico. Muitos pontos de narcotráfico e sistemas de entrega foram prejudicados com essa ação da polícia”, ressalta o delegado Mario Souza, diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM).