Foto: Tony Capellão/Prefeitura de Canoas

Receba as notícias de Agência GBC no WhatsApp

O Consórcio Conectar – maior consórcio público de saúde do país, oficializou na última segunda-feira (20) pedido de que o Ministério da Saúde reveja medida que suspende a vacinação do público entre 12 e 17 anos em todo o Brasil. Divulgada na última semana, a normativa vai na contramão dos protocolos implementados em outros países e contraria evidências científicas já divulgadas quanto à segurança e efetividade da imunização de jovens e adolescentes.

“Entendemos que é urgente a reversão desta diretriz, que prejudica o planejamento das cidades e a operacionalização da vacinação. Temos convicção de que há doses suficientes já contratadas para o atendimento eficiente a este público, que está exposto com o retorno das atividades escolares presenciais e precisa ser protegido”, explica Gean Loureiro, prefeito de Florianópolis/SC e presidente do Conectar.

O pedido de revisão da normativa é fruto de reunião da diretoria do Conectar, mobilização inédita liderada pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) que congrega 2.500 municípios de todo o país. O encontro que aconteceu na data de hoje contou com a presença da epidemiologista Carla Domingues, consultora do Consórcio e da FNP, e representantes de 13 cidades, entre eles os prefeitos Duarte Nogueira, de Ribeirão Preto/SP, Edmilson Rodrigues, de Belém/PA, Jairo Jorge, de Canoas/RS, as prefeitas Cinthia Ribeiro, de Palmas/TO, e Francineti Carvalho, de Abaetetuba/ PA, além do embaixador Fernando Mello Barreto, representando a cidade de São Paulo. Participaram da reunião, além do próprio Loureiro,  membros dos gabinetes das Prefeituras de Guarulhos/SP, Salvador/BA, Cascavel/PR, Curitiba/PR, Porto Alegre/RS e Recife/PE.

“Os municípios precisam de diretrizes e protocolos claros. Ruídos como este geram prejuízos graves na comunicação com a população sobre a segurança das vacinas em um momento em que menos de 40% da população recebeu as duas doses. Os jovens e adolescentes são um público importante para conseguirmos atingir a cobertura vacinal que nos permitirá vencer a pandemia”, complementa o prefeito de Ribeirão Preto/SP e vice-presidente do Consórcio Conectar para a região sudeste, Duarte Nogueira.

Sobre o Consórcio Conectar

Liderado pela Frente Nacional de Prefeitos, o Consórcio Conectar é uma mobilização inédita que atua para salvar vidas e propor soluções ágeis para os problemas que impactam as redes de atenção à saúde. Congrega mais de 2.500 cidades de todo o país e representa os interesses de mais de 150 milhões de brasileiros. Com a constituição oficial de autarquia, consolida-se como o maior consórcio público de saúde do país. Está fundamentado na Lei nº. 11.107/2005 e na decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), em 23 de fevereiro de 2021, que autoriza a aquisição de imunizantes contra a COVID-19 por estados e municípios.