Foto: Redes Sociais/Reprodução

Siga a Agência GBC no Instagram

O cantor sertanejo Rodolfo Santoro foi condenado a 28 anos, 5 meses e 6 dias de prisão por estuprar a enteada durante uma década em Maceió. O réu já estava preso desde dezembro de 2021, após a vítima de 14 anos contar à mãe que sofria abusos desde que tinha 4 anos. A decisão foi na última quarta-feira (25)

Segundo o G1, na época da prisão, o chefe de operações da Delegacia de Crimes Contra a Criança e o adolescente (DCCCA), Alan Barbosa, disse que o cantor confessou o crime ao ser preso. “Segundo o que a mãe dela relatou para a polícia, ela não sabia que os abusos aconteciam, só descobriu agora, porque a adolescente não aguentava mais a situação e contou para ela”, afirmou o chefe de operações.

Além disso, A Polícia Civil de Alagoas informou que menina disse que deixava de comer para ficar “magra e feia”, em uma tentativa de evitar os estupros cometidos pelo padrasto. Os estupros aconteciam na casa da família, onde Rodolfo morava com a vítima, a mãe dela e mais um filho do casal.

A defesa do artista foi procurada pela reportagem de Agência GBC, mas não retornaram, O cantor é alagoano e fazia parte de uma dupla sertaneja que por quase uma década fez shows em bares e eventos de Alagoas, mas há mais de um ano estava em carreira solo.