A Câmara Municipal realizou, na manhã desta quinta-feira, 23, sessão solene alusiva aos 83 anos de emancipação política de Canoas. A cerimônia, que contou com a presença do prefeito em exercício, Nedy de Vargas Marques, reuniu autoridades no Plenário da Casa.

O presidente do Legislativo, vereador Eracildo Guilherme Linck (MDB), defendeu o fortalecimento das instituições e falou sobre a  comemoração ser presencial, “me sinto muito feliz em poder receber a todos aqui,  como presidente deste legislativo, afinal, não houve sessão presencial nos últimos aniversários da cidade”. “Passamos por momentos difíceis, afastados por conta de uma pandemia mundial, mas nunca deixamos de estar próximos e unidos para o bem do nosso município”, falou o presidente. “O poder legislativo e o colegiado representam classes, segmentos, munícipes e pessoas diversas que nos elegeram para conduzir a cidade, sempre com a esperança de um futuro melhor”, concluiu Linck.

Além do presidente da casa, os vereadores escolheram dois representantes para falar em nome de todos os legisladores: Maria Eunice (PT) e Jefferson Otto (PSD). Abrindo as falas, o vereador Jefferson Otto, líder do governo na Câmara Municipal de Canoas, fez uma reflexão: “não faz muito tempo, Canoas era tida por muitos, principalmente pela imprensa, como cidade dormitório, mas isso mudou”. “A cidade foi crescendo, foi se desenvolvendo e a gente foi aumentando nossa capacidade de trazer empresas, de trazer comércio e hoje temos emprego, geração de renda e qualquer um pode sair, temos shopping, restaurantes, atividade noturna, bares, eventos, shows, coisas que tínhamos muito pouco no passado”, afirmou Otto, que concluiu falando sobre o governo: “temos hoje um governo que olha os problemas de frente e não os coloca para baixo do tapete, mas traz soluções”, contou.

Em seguida, falou a vereadora Maria Eunice, que agradeceu a oportunidade e fez uma reflexão sobre a pluralidade das duas escolhas: “acredito que essa representação diz respeito também aos posicionamentos da cidade, já que ela tem essa diversidade política e ideológica, um homem e uma mulher, um jovem de 34 anos e uma mulher de 64”. E ainda lembrou de sua história na cidade: “no nosso estado, todo mundo lembra de Canoas pelas lutas e eu não me esqueço da mobilização de 1982, que nós saímos a pé da Praça do Avião e fomos até Palácio Piratini para garantir cesta básica, isenção de taxa de água, luz e vale transporte”. “Naquela caminhada eram homens e mulheres que não se conformavam com desemprego, que não tinham o que comer, o que vestir e eles conseguiram virar a situação”, relembrou a vereadora.

A sessão solene foi encerrada com a fala do prefeito em exercício, Nedy de Vargas Marques, que foi vereador por seis mandatos e presidente da Câmara Municipal seis vezes também que afirmou: “na minha opinião, o poder legislativo é o mais importante de todos e, não é porque hoje estou no exercício do cargo de prefeito, que eu vou deixar de reconhecer e vou tomar outro rumo” “É o mais importante de todos, porque ele é representado por uma pluralidade de mulheres e de homens eleitos pelo voto universal da sociedade e, por isso, ele tem a legitimidade da população”, afirmou o prefeito.

Dizendo que o governo cuida das pessoas, Nedy ainda lembrou dos avanços na saúde de Canoas: “quando assumimos, em janeiro de 2021, Canoas tinha apenas 43 leitos de UTI, imaginem, uma cidade do tamanho da nossa contava tão somente com 43 leitos de UTI”. “Sob orientação do nosso prefeito Jairo Jorge, subimos este número para 137 e é justamente por isso que Canoas conseguiu cumprir e atender uma das recomendações, um dos pilares do nosso governo, que era de salvar vidas”, falou. Na intervenção de Nedy, não faltaram referências ao prefeito afastado, Jairo Jorge, na qual se disse, acima de tudo, fiel aos seus princípios e valores e que aguarda de forma ansiosa a volta do prefeito.