Polícia Civil faz operação para ‘caçar’ líder de facção em Canoas

Policiais cumprem mais de 50 ordens judiciais

Foto: Polícia Civil/Divulgação

Siga a Agência GBC no Instagram 

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (8) a Operação Senhores do Crime. O objetivo é prender líderes de facções criminosas que estão disputando territórios em Porto Alegre.

Os policiais cumprem 23 ordens judiciais de busca e apreensão e 32 mandados de prisão temporária em Canoas, Charqueadas, Gravataí, Guaíba e Porto Alegre. 

A ofensiva ainda está em andamento 

Investigação 

Os policiais apuraram que a série de homicídios ocorrida no primeiro semestre de 2022 em Porto Alegre, em especial no bairro Santa Tereza, poderia ter sido evitada se as lideranças do crime organizado tivessem concordado na divisão da área territorial do tráfico de drogas e se tivessem quitado suas dívidas entre si. Apurou-se que a cúpula das principais facções criminosas do Estado possui interligação e mantém constante negociação, intermediando a compra de armas e drogas entre si e, inclusive, fazendo acordos de paz e guerra em determinadas áreas de comunidades distantes e centrais em Porto Alegre.

A investigação também verificou uma conversa entre dois indivíduos que ocupam posições de liderança nas facções criminosas, na qual se tenta chegar a um acordo sobre a divisão de área territorial de narcotraficância em Porto Alegre. Na proposta, o criminoso tenta parar com a série de homicídios que está ocorrendo em Porto Alegre. 

Na conversa, verifica-se que se trata da Vila Conceição e parte do bairro Santa Tereza, nas quais os indivíduos tentam decidir qual facção vai traficar em determinados pontos. Ao final, verifica-se que os indivíduos não chegam a nenhum acordo e que a guerra continuará.