Polícia acredita que idoso tenha sido assaltando antes de ser esfaqueado até a morte em Nova Santa Rita

Dois adolescentes de 16 anos foram apreendidos pelo crime

Foto: Jaime Zanatta/GBC

Siga a Agência GBC no Instagram

O delegado Mario Souza, que responde pela Delegacia de Polícia de Nova Santa Rita, está desde o final da manhã apurando o crime que chocou a cidade nesta segunda-feira (19). Um idoso, que não teve a identidade divulgada, foi encontrado morto com mais de 30 facadas. “É um crime que foge da curva do que estamos acostumados aqui na cidade”, afirma.

Dois adolescentes de 16 anos foram apreendidos pelo crime. Segundo Souza, eles estavam com o carro da vítima, um Fiat Uno vermelho, drogas e um simulacro de arma de fogo em uma casa no Beco do Formigueiro. “Ambos foram autuados em flagrante”, afirma.

A investigação não descarta que tenha sido um latrocínio. “Não descartamos nada, mas tem uma tendência forte para o roubo seguido de morte”, relata o delegado.

Desaparecido

Para a reportagem de Agência GBC, o delegado informou que a família da vítima registrou ocorrência durante o final de semana relatando que ele estava desaparecido. “Na delegacia, falaram que ele fazia corridas por fora dos aplicativos de viagem. O relato é que ele teria ido para Portão e desaparecido logo em seguida.”

Por volta das 10h, populares encontraram o corpo de um homem nas margens da Estrada Zé Maria, no bairro Sanga Funda e ligaram para o 190. “Temos mais suspeitos para o crime. Ainda estamos em diligências”, relata o delegado.