Homem é agredido até a morte por seguranças de casa noturna | Agência GBC
30.1 C
Canoas
08 de dezembro de 2022

Homem é agredido até a morte por seguranças de casa noturna

Familiares e amigos realizaram uma manifestação em forma de caminhada

Siga a Agência GBC no Instagram

Morreu na manhã desta quarta-feira (23), em Caxias do Sul, Jones da Silva Lindholz, mais conhecido como Joninhas, de 37 anos. Ele estava internado no Hospital Pompéia há mais de 20 dias após ser agredido por seguranças em uma casa noturna, localizada na Av. São Leopoldo.

Entenda o caso

No último sábado (19), familiares e amigos realizaram uma manifestação em forma de caminhada, a qual partiu do Fórum até o Hospital Pompéia, pedindo por paz e justiça. A agressão aconteceu em outubro. Na manifestação, Gabriela da Silva, irmã de Joninhas, explicou como tudo aconteceu após Joninhas ser agredido.

“Ele sofreu diversas lesões e foi para a Upa. Lá ele não teve assistência, medicaram e mandaram ele para casa. Depois ele teve diversas sequelas, começou a arrastar a fala e a perna. Na segunda-feira (31/10), a namorada dele me ligou dizendo que ele não estava mais respondendo“.

Após isto, a família foi até a casa de Jones e acionaram a ambulância. Dentro do veículo de saúde, os paramédicos confirmaram que ele havia sofrido o primeiro AVC.

Na última semana, Joninhas sofreu mais um AVC, acompanhado de convulsões. “O médico disse que ele teve um acidente isquémico na cabeça e várias lesões causadas estouravam os coágulos de AVC nele“.

Nesta quarta-feira, Joninhas não resistiu e entrou em óbito.

Fonte: Portal Leouve/APNI

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!