Polícia suspeita que criminoso filmava estupro de crianças dentro de condomínio em Canoas | Agência GBC
31 C
Canoas
30 de janeiro de 2023

Polícia suspeita que criminoso filmava estupro de crianças dentro de condomínio em Canoas

Ele se negou a entregar as senhas do celular para a polícia

Siga a Agência GBC no Instagram

A Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA) de Canoas aguarda o resultado da análise que está sendo feita pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) no celular e pen-drives do homem preso por estuprar crianças dentro de um condomínio no bairro Estância Velha. A última vítima do criminoso foi uma criança de sete anos.

A suspeita da polícia é que o bandido gravava e compartilhava na internet os abusos. Porém, o homem se negou a entregar a senha do celular e ficou em silencio durante o depoimento.

Na casa dele, os policiais apreenderam além do celular e pen-drives, computadores e HDs externos.

Vítima era vizinha

De acordo com o delegado Rodrigo Caldas, que investiga o caso, a vítima era vizinha do preso. “Como a casa em que ela morava com os pais estava em reforma, eles passaram alguns dias na casa do preso”, afirma Caldas ao relatar que não havia nenhuma relação de intimidade entre a família da vítima e o abusador.

Após os abusos, a vítima contou tudo para o irmão. A família, então sabendo do ocorrido, procurou a Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA) para denunciar o caso.

Antecedentes

O preso já usava tornozeleira eletrônica. Ele foi condenado por ter estuprado e engravidado uma criança de 11 anos. Conforme a polícia, ele possui seis antecedentes por estupro.

Além disso, o criminoso ainda responde por difamação, ameaças, estelionato e falsidade ideológica; ameaça ostensivamente os outros condôminos e se apresentava falsamente, ora como policial civil ora como oficial de justiça.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!