12.8 C
Canoas
18 de julho de 2024

Saiba quais são os critérios do Governo para ajudar vítimas da enchente com casa própria

Saiba quais são os critérios do Governo para ajudar vítimas da enchente com casa própria. Entre os auxílios disponibilizados, estão a compra de casas próprias para as famílias que se encaixam no perfil da Minha Casa Minha Vida 1 e 2, e o financiamento da compra de casas para as vítimas que se enquadram na faixa 3 do programa. Entenda como cada um funciona.

Minha Casa Minha Vida Faixa 1 e 2

Assim, a renda familiar mensal deve ser de até R$ 4.400. As prefeituras realizam o cadastramento das famílias aptas a receber o imóvel em um site específico da Caixa Econômica Federal. No entanto, o limite do valor de compra e venda é de até R$ 200 mil por imóvel. Essas moradias serão custeadas integralmente pelo governo federal.

Minha Casa Minha Vida Faixa 3

O Governo Federal pagará a entrada de casas para vítimas da enchente que recebem entre R$4 mil e R$8 mil ao mês. Dessa forma, o financiamento inclui famílias que estão na faixa 3 do programa Minha Casa Minha Vida, e que perderam suas casas na enchente de maio.

O Secretário Extraordinário de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, Paulo Pimenta, anunciou a novidade em reunião com prefeitos nesta quinta-feira (4).

LEIA MAIS: Saiba novo critério e como receber Auxílio de R$2 mil

Saiba quais são os critérios do Governo para ajudar vítimas da enchente com casa própria faixa 3

O Governo Federal pagará por parte da entrada de casas para vítimas da enchente, a princípio, com um montante de até R$30 mil.

Assim, para se candidatar à faixa 3 do programa Minha Casa Minha Vida, as famílias precisam ter renda mensal bruta entre R$4.400 e R$8.000 para áreas urbanas, ou renda anual entre R$52.800 e R$96.000 para área.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!