FOTO: GBC TV/Reprodução

FOTO: GBC TV/Reprodução

A Polícia Civil investiga supostas agressões a crianças em uma creche conveniada com a prefeitura de Porto Alegre. A instituição oferece, entre outros serviços, Educação Infantil e atendimento a crianças e adolescentes em situação de risco.

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra uma funcionária do local empurrando as crianças para colocá-las em fila, o que configuraria crime de maus-tratos. A delegada Andrea Magno, do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca), explica que a denúncia chegou à corporação nesta segunda-feira (23). Mesmo não havendo registro de ocorrência por parte de nenhum dos pais, a delegacia iniciou a apuração.

O administrador da instituição prestou depoimento e informou que, assim que a instituição teve conhecimento do vídeo, decidiu demitir a funcionária. Mas, como a mulher está em viagem, ainda não foi informada sobre a decisão.

Os nomes do administrador e da instituição não serão divulgados para não expor as crianças vítimas. A funcionária será ouvida pelo Deca.

A Secretaria Municipal de Educação (Smed) confirma o convênio com a creche e afirma que também vai investigar o caso. A Smed vai convocar a direção da escola para prestar esclarecimentos. A Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc) confirmou vínculo com a instituição para mais de um tipo de atendimento, como o de turno inverso ao da escola, e disse que não foi notificada sobre possíveis casos de agressões.