Foto: EBC/ Arquivo

Da redação | Um estudo da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas) projeta uma alta de 8% nas vendas de Páscoa neste ano. O levantamento foi revelado nesta terça-feira (27) pelo presidente da entidade, Antônio Cesa Longo, após ouvir 55 empresários do ramo supermercadista de todo o Estado.

“A indústria se readequou e está possibilitando que o varejo ofereça uma Páscoa mais enxuta, mais barata e mais criativa para os consumidores. Haverá ovos de chocolate para todos os bolsos, mas também kits, cestas e chocolates avulsos para o incremento das comemorações desta Páscoa”, resume o presidente.

Segundo Longo, a readequação dos supermercados para esta Páscoa passa por modificações instituídas pela indústria, mas também é reflexo de mudanças que os varejistas estão propondo. As parreiras de ovos deverão ser menores, com menos chocolates grandes e com versões mais baratas.

O supermercadista destaca ainda que a exposição dos ovos foi antecipada em 2018, e que as lojas deverão inovar para conquistar consumidores. “Neste ano, estão em evidência ovos de até R$ 19,90, com menor gramatura e menos brinquedos dentro. Muitos supermercados vão fazer kits para presente, e apostar também na venda de brinquedos fora dos ovos”, exemplifica.

Ao todo, os supermercados do Rio Grande do Sul vão comercializar cerca de 6,8 milhões de ovos de chocolate, que deverão alavancar um faturamento de R$ 129 milhões para o setor. Entre os bombons, a estimativa da Agas é de que pelo menos 6,1 milhões de caixas sejam comercializadas para a data, agregando ao faturamento do setor mais R$ 37 milhões.