Foto: Polícia Civil

Da redação | A Delegacia do Meio Ambiente (Dema) realizou mais uma fase da operação Ambiente Sustentável, na manhã desta segunda-feira (19), durante cumprimento de mandados de busca e apreensão em um imóvel de Canoas.

Segundo o delegado João Paulo de Abreu, os policiais apuravam o crime de caça e cativeiro irregular de animais silvestres. As buscas revelaram que o responsável pelo imóvel possuía mais de uma centena de pássaros, entre trinca-ferro, coleira, graúna, azulão, sanhaço frade, entre outros. Os animais estavam em desacordo com as regulamentações previstas em lei.

Aproximadamente 80 gaiolas foram apreendidas. Todo o material apreendido foi encaminhado diretamente ao Ibama, que também compareceu ao local, auxiliando na identificação e transporte das aves.

O responsável pelo imóvel e pelos animais apreendidos foi conduzido à Delegacia de Polícia. Ele já possuía antecedentes por outros crimes ambientais: em 2009 em Pantano Grande e no ano passado em Triunfo, onde estava na posse de animais silvestres após retornar de uma caçada de pássaros.

Em 2016, em Canoas, foi preso em flagrante por posse irregular de arma de fogo. Ele responderá pelo crime previsto no Artigo 29 da Lei 9.605/98, cuja pena é de detenção de seis meses a um ano e multa.