FOTO: Jaime Zanatta/GBC

FOTO: Jaime Zanatta/GBC

Da redação | As vendas de Páscoa cresceram 3%, se comparadas com as de 2017, nos supermercados gaúchos durante a Páscoa. Os dados foram divulgados pela Associação Gaúcha de Supermercados, no último domingo (1º).

De acordo com a Agas, a intenção de presentear pessoas queridas e confraternizar em família resumiu o comportamento dos gaúchos nesta celebração. O número foi apurado junto a supermercadistas associados, que mostrou também que a maior parte das empresas do setor registrou o melhor dia de vendas do ano, até o momento, o último sábado.

Segundo o presidente da entidade, Antônio Cesa Longo, a indústria de chocolates oportunizou uma diversidade grande de opções, o que garantiu aos supermercadistas que realizassem promoções e atraíssem os consumidores. “Neste ano, o preço médio dos produtos esteve abaixo do ano passado, já que despontaram os ovos de chocolate menores e mais baratos”, destacou.

Com as unidades mais acessíveis, o setor comercializou cerca de 96% dos 6,8 milhões de ovos de chocolate colocados à disposição. “O crescimento na venda de ovos foi de 3%, mas as comercialização de barras, cestas e bombons tiveram um aumento médio de 10%.”

O supermercadista afirmou que os itens de bazar tiveram um incremento de 8%. “A venda de brinquedos avulsos fora dos ovos cresceu 12%, o que mostra que as crianças valorizam mais o brinquedo do que o chocolate”, observou.

Longo afirmou que o aumento das vendas, não focado apenas no chocolate, mostra que os gaúchos seguem com a intenção de presentear pelo menos quatro pessoas do seu convívio, mas dão cada vez mais valor ao seu dinheiro. “Esta foi a Páscoa das oportunidades, e por isso as pequenas e médias empresas tiveram um resultado melhor que as maiores”, finaliza.