Da redação | Em passagem pelo Rio Grande do Sul, o deputado federal e pré-candidato ao Planalto, Jair Bolsonaro (PSL-RS) cumpriu agenda nesta sexta-feira em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. Ele falou para mais de cem empresários na sede da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACI). Novamente, em entrevista coletiva, o parlamentar voltou a falar sobre temas polêmicos.

Bolsonaro voltou a falar de segurança pública. “Tem que prender e arrebentar o cara já no roubo, no furto. Porque assim não teremos crimes maiores como latrocínio e sequestro”, disse.

O deputado defendeu a intervenção militar do Brasil. “Tenho certeza que o exército salvaria a pátria como fez em 64”, comentou.

O pré-candidato repercutiu ainda a prisão do ex-presidente Lula. “Jamais estaria no lugar dele, pois não sou corrupto. Roubar como ele fez não passa pela minha cabeça, mas a lei vale para todos nós e ela agora será cumprida”, explicou.

Na quinta-feira, Bolsonaro esteve em Caxias do Sul, onde conversou com empresários na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC). Além disso, a agenda na Serra incluiu visitas ao 12º BPM e contato com o público em um salão paroquial.