Foto: Jaime Zanatta/GBC

Foto: Jaime Zanatta/ Arquivo/ GBC

Da redação | O Ministério Público Federal (MPF) no Rio Grande do Sul pediu a suspensão do aumento da tarifa unitária cobrada pela Trensurb. O valor da passagem passou em fevereiro de R$ 1,70 para R$ 3,30, um aumento de 94%.

No parecer da suspensão, o MPF solicita que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) seja intimada para intervir na questão ou esclareça se o aumento da tarifa está de acordo com as metodologias adotadas pela Agência.

O MPF questiona a transparência para a divulgação dos cálculos apresentados, que estariam levando o bilhete único a um preço abusivo, em percentual elevado, e com publicidade à população feita em muito pouco tempo, o que evitou a preparação dos usuários quanto ao reajuste.