FOTO: Arquivo Pessoal/Reprodução

Da redação | A adolescente de 13 anos apontada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público como responsável pela morte da estudante Marta Avelhaneda Gonçalves, 14 anos, em Cachoeirinha, se a apresentou na Polícia Civil na última sexta-feira (18).

A menina que tinha 12 anos na época do caso, estava acompanhada da família e de um advogado ao chegar no distrito policial. A morte de Marta ocorreu em 8 de março de 2017.

Como o inquérito já foi concluído, o delegado Leonel Baldasso que investigou o crime, apenas cumpriu o mandado de internação e encaminhou a adolescente à Fundação de Atendimento Sócio-Educativo (Fase). Não há informações sobre o prazo que ela deve permanecer internada.

Baldasso ainda informou que como não pode ouvir a adolescente. Ela deve prestar depoimentos apenas para o Ministério Público.

O policial disse não saber o motivo para amenina permanecer escondida por um ano e um mês após ter a internação decretada e nem porque se apresentou apenas agora. Informalmente, à Polícia Civil, a família disse que a adolescente estava escondida no Litoral do RS.