FOTO: Vinicius Thormann/Prefeitura de Canoas

Da redação* | As atividades nas escolas do município de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, retornam a normalidade nesta segunda-feira (4). A suspensão se deu, pela dificuldade para o abastecimento de insumos que compõem a alimentação escolar, por parte dos fornecedores da Prefeitura devido à paralisação, que prejudicou a comercialização de combustíveis nos postos.

Outro fator relevante foi a falta de professores, que moram em outros municípios e enfrentaram dificuldades no deslocamento até as escolas. Conforme a Secretaria Municipal da Educação foram buscadas alternativas para garantir a alimentação dos alunos e o transporte escolar normalizado.

Transporte

Conforme a Sogal, concessionária no transporte coletivo urbano de Canoas, a circulação de ônibus será normal a partir desta segunda-feira, inclusive nos veículos seletivos. Os coletivos da Vicasa também circularão normalmente.

Serviços essenciais não foram prejudicados

A Prefeitura de Canoas decretou de emergência preventiva no Município por tempo indeterminado em decorrência da paralisação nacional que prejudicou o abastecimento nos estabelecimentos. O decreto foi cessado na última (1°). Canoas foi um dos únicos municípios da Região Metropolitana que não teve prejuízo na prestação dos serviços essenciais, como na saúde, serviços urbanos e segurança.

*Com informações da Prefeitura de Canoas