Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Da redação | A Polícia Civil prendeu três homens em Viamão responsáveis pela prática dos crimes de estelionato e organização criminosa nesta sexta-feira (17). Durante os trabalhos, realizados pela Delegacia de Polícia de Proteção ao Consumidor (Decon), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), em conjunto com o Procon de Porto Alegre, três pessoas foram presas preventivamente.

Os detidos, empresários, sócios-proprietários e gerentes de uma construtora, são suspeitos de utilizar a empresa para cometer crimes de estelionato e organização criminosa nas cidades de Porto Alegre, Guaíba, Gravataí, Alvorada, Canoas, Osório e Imbé.

A empresa induzia as vítimas em erro, prometendo a construção de casas mais baratas do que os preços de mercado, mas após o recebimento dos valores correspondentes à entrada do contrato, não cumpria o acordo.

Segundo o delegado Rafael Liedtke, em alguns casos, apenas os alicerces da residência eram construídos, em outros sequer essa parte inicial presente no contrato era executada. “O grupo sempre agia da mesma forma, dividindo as tarefas na empreitada delitiva, jamais entregando às vítimas o objeto final celebrado no contrato firmado entre as partes”, explicou o delegado.

Além das prisões, também ocorreu o bloqueio da totalidade dos ativos de quatro contas bancárias de empresas e a suspensão, pelo Procon, de todas as atividades da construtora investigada. Aproximadamente 15 pessoas foram vítimas da fraude, sofrendo prejuízos financeiros que podem chegar a 300 mil reais.

Com informações da Polícia Civil