Foto: Polícia Civil/Divulgação

Da redação | Dois assassinos foram presos em flagrante na última quinta-feira (7) em Canoas, na Região Metropolitana. Eles mataram Ricardo Alves Moreira de 43 anos.

Residência onde aconteceu o crime (Jaime Zanatta/ GBC)

Segundo o delegado Thiago Carrijo, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), testemunhas relataram no local do crime, que os dois indivíduos estavam em um VW Gol Vermelho. Durante as diligências pelo bairro Mato Grande, o veículo foi encontrado estacionado no pátio de uma residência. No local, além dos dois presos de 20 e 23 anos, estava outro homem que relatou o crime que a dupla tinha cometido. Um dos autores é sobrevivente de um ataque armado em uma lancheria, em setembro do ano passado, no bairro Mathias Velho. Ele foi preso e confessou o crime.

Os dois, após a confissão, foram atuados em flagrante por homicídio. “Até o momento, apuramos que a motivação do crime seria por uma dívida”, ressaltou o delegado. A vítima que era pai de santo, teria feito um trabalho espiritual para um dos assassinos. Como garantia de pagamento, Ricardo pegou duas armas, que foram encontradas na residência dele.

O delegado regional de Canoas, Mário Souza, destacou a violência empregada no crime e o trabalho dos policiais. “A investigação foi ágil e eficiente, agindo de forma imediata e prendendo os assassinos.”

Os dois foram encaminhados ao sistema prisional.  

O crime

Ricardo foi morto na frente de casa, na Rua Hawai. Conforme o relato de populares, um homem desceu de um Gol vermelho conduzido por outro e disparou contra ele.