Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Da redação | Agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil prenderam nesta sexta-feira (15) uma mulher de 34 anos, no bairro Vinhedos, em Caxias do Sul. Ela e o marido, Márcio Rogério Duarte, 40, que já estava preso, são suspeitos de operarem um esquema milionário de lavagem de dinheiro.

Conforme a Polícia Civil, o casal teria ocultado cerca de R$ 1 milhão entre créditos em contas bancárias, bens móveis e dinheiro em espécie. Eles já haviam sido presos na primeira fase da Operação Paiol, no dia 28 de dezembro de 2017.

Na época, a polícia descobriu que o casal seria responsável por cuidar do fluxo financeiro e tráfico de drogas e armas para uma organização criminosa, sendo Duarte o gerente financeiro. Na oportunidade, foram apreendidos 3,3 quilos de cocaína, 520 gramas de crack, R$ 367 mil, espingarda calibre .12, um revólver de calibre .357 restrito, revólver .38, pistola .380 e pistolas 9 milímetros restrito.

A esposa havia conseguido sair do presídio, mas passou a ser monitorada pela polícia. No dia 4 de setembro do ano passado, durante a 3ª fase da Operação Paiol, os agentes apreenderam R$ 55 mil em espécie e um revólver .38. Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos bairros Nossa Senhora da Saúde onde funcionava o escritório financeiro da organização, e Pioneiro. A investigada não foi localizada.

No entanto, nessa sexta-feira, os agentes conseguiram prender preventivamente a mulher. O marido, que já estava preso, foi comunicado do mandado de prisão preventiva. Durante as buscas no bairro São José, os agentes também encontraram um revólver calibre .357, resultando na prisão em flagrante de um homem de 47 anos por porte ilegal de arma.