Foto: Divulgação

Da redação | O homem apontado como autor dos disparos que provocaram a morte do escrivão Edler Gomes dos Santos e os ferimentos em Alexandre Machado, ambos do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc),. foi identificado como Claudio Roberto Nardi, 59.

O caso ocorreu durante uma operação, na manhã desta terça-feira, no interior de Montenegro, no Vale do Caí. O criminoso morreu em confronto com outros agentes da Polícia Civil. O agente baleado foi internado no município, mas não corre risco de morrer.

Nardi não tinha envolvimento com facções ligadas a drogas ou homicídios, mas tinha antecedentes por praticar abigeato – um dos focos da operação, deflagrada para combater crimes rurais e comércio ilegal de armas e munições em 37 cidades do Estado.

Em coletiva de imprensa, a Polícia Civil esclareceu que o criminoso usou uma espingarda calibre 12 para balear os dois agentes da Polícia Civil. Ele estava em uma casa, alvo de uma denúncia indicando presença de armas e carne fruto do abigeato no local. Nardi disparou, através de uma porta, dois tiros, que acertaram os policiais.