Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Da redação | O filho de uma das vítimas de um tiroteio que matou duas mulheres em Cristal, no Sul do Rio Grande do Sul, teve a morte cerebral confirmada na tarde desta sexta-feira (19) pelo Hospital de Pronto Socorro, em Porto Alegre, segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde. A criança tinha quatro anos, e terá os órgãos doados.

O confronto aconteceu na madrugada de quarta-feira (16). A criança estava em um dos carros que, segundo a Polícia Federal, havia furado uma barreira policial, e era parte de um comboio que resgataria criminosos foragidos após um assalto a banco em Dom Feliciano, cidade próxima, no dia 6. Ela estava em estado gravíssimo.

Junto com o menino estavam a mãe, uma das mulheres que morreram no confronto, e o pai, que foi preso, e na noite desta quinta-feira (18) foi encontrado morto na carceragem da Superintendência da Polícia Federal de Porto Alegre, para onde havia sido custodiado.