Jaime Zanatta/ GBC

Foto: Ilustrativa/ Arquivo/ Jaime Zanatta/ GBC

Da redação | Canoas teve uma quebra no jejum de assassinatos com a morte de um homem de 34 anos, na tarde de domingo, no bairro Guajuviras. Foram 40 dias sem mortes violentas no município, que comemorou uma redução significativa desse tipo de crime no primeiro semestre do ano.

O último caso foi atípico, pois envolveu uma corrida de charretes. A vítima levou dois tiros no rosto após uma discussão. O evento era realizado próximo de uma caixa d’água, em uma área aberta. Por um motivo banal, inicialmente, esse caso destoa do que a polícia frequentemente precisa investigar, que são mortes ligadas ao mundo do crime.

A última ocorrência, conforme o 15º Batalhão de Polícia Militar (15º BPM), havia sido em 11 de junho, na rua Alan Kardec, no bairro Fátima, onde um homem foi morto a tiros. Desde então, nenhuma morte decorrente de crimes contra a vida tinha sido consumada no município.