Foto: Polícia Civil/Divulgação

Da redação | Os agentes da 2ª Delegacia de Polícia de Cachoeirinha, na Região Metropolitana, estão investigando o caso de crueldade que aconteceu na última sexta-feira (23). Uma criança foi encontrada esquartejada.

A cabeça da criança foi encontrada por moradores que ligaram para a polícia. Quando os agentes chegaram na Rua Bélgica, no bairro Marechal Rondon, encontraram um dos braços. Em um terreno baldio, estava uma sacola com restos de uma placenta.

Inicialmente, os policiais acreditaram que a mãe da criança, teria dado a luz no local e acabou deixando o bebê por ali. Mas como que o pequeno foi esquartejado? A primeira hipótese teria sido a seguinte: cachorros teriam mordido o corpo. Porém, o delegado Maurício Barison, contou que os cortes estavam limpos e foram feitos com uma faca. “Ficou claro que não foram as dentadas dos animais”.

Outra dúvida, que só será respondida quando o laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP) for concluído, é se a criança ainda estava viva quando foi esquartejada. “Pelo cenário, podemos pensar que a sacola foi largada aqui fechada e os animais farejaram os órgãos”, pontuou Barison.

Agora, a Polícia Civil está buscando a mãe da criança. Quem tiver informações pode entrar em contato pelos telefones: 181, (51) 3469-1359, 3469-7000 da 2ª DP e 3470-1122, 3470-6122 da 1ª DP. “O sigilo é garantido”, afirmou o delegado que está investigando o caso.