Foto: Vinícius Thormann

Da redação* | Com mais 81% de obras concluídas, a construção da nova Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) do bairro Mato Grande já entra em fase final. Com previsão para entrar em funcionamento no início de 2020, a instituição irá receber 244 alunos e vai contribuir com a ampliação de vagas em creches e pré-escolas, uma das principais metas da atual gestão quando o assunto é educação. Além da EMEI Mato Grande, a Prefeitura de Canoas está construindo outra escola para crianças de até seis anos, no loteamento Central Park. As obras foram abandonadas em 2014, mas tiveram os trabalhos retomados pela atual gestão municipal.

O prefeito Luiz Carlos Busato lembrou que esse nova escolas foi símbolo do descaso com o dinheiro público. “Esse prédio, quando chegamos na prefeitura, estava tomado pelo mato e o lixo. Hoje, já está se criando um ambiente acolhedor e confortável para receber os pequenos estudantes”, disse.

A execução da construção das escolas é graças ao esforço em conjunto de diversos órgãos da Prefeitura de Canoas. Aprovada em 2014 pelo Governo Federal, a construção a obra foi abandonada pela empresa vencedora da licitação, com cerca de 30% de execução. Ao assumir a Prefeitura de Canoas, a atual gestão acionou o Ministério da Educação para viabilizar a retomada da obra. Como o governo passado já havia recebido e gasto cerca de R$ 750 mil, a Prefeitura poderia devolver o valor ao Ministério ou cobrir o gasto com recursos próprios e retomar a construção. O Executivo Municipal, então, optou por retomar a obra. A nova escola, que teve a obra retomada em julho de 2018, tem investimento total de R$ 1.617.051,94, sendo que metade desse valor sairá dos cofres da Prefeitura de Canoas.

R$ 40 milhões para escolas

A Prefeitura de Canoas está investindo R$ 40 milhões para a reconstrução e reforma de escolas da cidade. Os investimentos serão realizados em duas fases distintas, cada uma com aporte financeiro de R$ 20 milhões. Uma delas irá beneficiar 10 escolas ao todo. Sete delas são de Educação Infantil: Beija-Flor, Carinha de Anjo, Tia Lourdes, Pé-de-Moleque, Bem-Me-Quer, Cara Melada e Vó Babali. As instituições vão receber melhorias como construção de muros, pórticos de entrada, troca de telhado e pisos, reformas em banheiros, pintura e instalação de aparelhos de climatização nos ambientes necessários. Também estão contempladas três Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs): Walter Perachi Barcellos, Rui Cirne Lima e Ministro Rubem Carlos Ludwig. Essas instituições serão totalmente reconstruídas e ampliadas. Eles serão desmanchadas aos poucos e receberão prédios totalmente novos, mais modernos, confortáveis e bonitos.

Já a segunda fase prevê a reconstrução total de mais quatro EMEFs: Assis Brasil, Sete de Setembro, Ildo Meneghetti e General Neto. Um protocolo de intenções, entre a Prefeitura e o Banco do Brasil, para o financiamento dessa etapa foi assinado. A verba já está liberada pela instituição financeira.

*Com informações da Prefeitura de Canoas