Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Da redação* | Um menino de 10 anos morreu após cair de uma bicicleta em Águas Lindas de Goiás no entorno do Distrito Federal. Ele foi identificado como Gabriel Ribeiro de Jesus.

A criança foi encaminhada ao Hospital Municipal Bom Jesus se queixando de fortes dores no abdômen. Porém, recebeu alta e faleceu no dia seguinte, em casa. O certificado de óbito atestou que a criança morreu de traumatismo craniano. Por isso, a família suspeita de negligência médica. Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia de Águas Lindas de Goiás.

Gabriel morava com os pais e cinco irmãos em uma casa humilde da região. Fazia aulas de judô e sonhava em ser jogador de futebol. Populares relataram que ele estava andando de bicicleta quando viu um carro, se assustou e acabou caindo. O pneu bateu no meio-fio. “Com a força do impacto o guidão bateu com muita força na barriga dele”, disse uma vizinha.

A mãe de Gabriel acreditava que a queda havia sido boba e que o filho não tinha machucado tanto. Porém, quando levantou a blusa do menino, viu que a barriga dele estava lesionada e roxa. “Foi um desespero. O Gabriel começou a vomitar, suspeitamos de hemorragia interna e corremos com ele para o hospital. Lá, foi feito um raio-x. Ele tomou uma injeção no bumbum e foi liberado. Em nenhum momento se queixou de dor na cabeça. Mas acho que deveria ter feito exames completos nele, né? Uma criança que chega carregada deveria ficar internada”, diz a dona de casa Rosália de Jesus.

Agora, a família pretende entrar na Justiça contra o Hospital Municipal Bom Jesus. “Queremos que a Justiça seja feita. Houve negligência médica. Como é atestado traumatismo craniano se, em vida, nunca pegaram na cabeça do meu filho?”, lamentou.

O que diz o hospital

A Secretaria Municipal de Saúde de Águas Lindas informou que abriu uma sindicância para apurar os fatos e que o médico responsável pelo atendimento foi afastado até que sejam concluídas as averiguações. Uma comissão composta por uma junta médica se reuniu para analisar todos os procedimentos, pontua a Secretaria. “A Secretaria de Saúde também ofereceu apoio psicológico aos pais do paciente e, neste momento de dor, se solidariza com os familiares do Gabriel Ribeiro de Jesus e se coloca à disposição para oferecer todo suporte necessário. Reafirmamos o compromisso de colaborar com as investigações, para que o caso seja esclarecido”, diz a nota.

Diferentemente da alegação da mãe do paciente, o secretário municipal de saúde Eduardo Rangel informou que o hospital realizou exames de raios-x no tórax, abdômen e crânio do menino. “Houve uma avaliação prévia pelo médico realizando exames de imagens. Porém, os resultados não demonstraram nenhuma alteração e o paciente foi medicado. Abrimos uma sindicância para elucidar o caso. Estamos aguardando a liberação do laudo do IML para identificarmos a causa do óbito”, explicou Eduardo Rangel.

*Com informações do UOL Notícias