Foto: Eduardo Baratto Leonardi/Prefeitura de Esteio

Foto: Eduardo Baratto Leonard

Da redação* | A partir da tarde da próxima segunda-feira (28), a entrada ao setor de Emergência do Hospital São Camilo deverá ser feita pela porta principal da casa de saúde esteiense. A entrada de visitas também sofrerá alterações, e deverá ser feita pela porta junto ao estacionamento.

As mudanças são necessárias para iniciar as obras da ala “vermelha” e do acolhimento da Emergência, que está sendo reformada para dar melhor atendimento aos esteienses e moradores de cidades vizinhas que procuram a instituição.

As intervenções de adequação e melhorias na unidade abrangem uma área total de intervenção de 639,15 m². O projeto prevê reformas das áreas “laranja” e “vermelha”, do setor de acolhimento, da recepção, do saguão de espera e de dois banheiros da área “amarela”, que atualmente apresentam infiltrações e vazamentos. Também estão sendo executados reparos, restauração e pintura de todas as paredes, forros, bate-macas e esquadrias na área onde as obras serão realizadas, bem como melhorias nas redes elétricas, lógica, de gases e de esgoto sanitário.

Alterações no atendimento
Como é necessário restringir o acesso aos locais onde as obras serão feitas, não são realizados atendimentos no São Camilo de casos não urgentes, identificados pela cor verde no sistema de classificação de riscos. Nestes casos, a Administração do hospital vai encaminhar os pacientes para atendimentos em unidades básicas de saúde (UBS). Essa restrição seguirá até a conclusão da reforma, estimada para o início do mês de dezembro.

As obras não afetam o atendimento de situações de maior gravidade. Continuam recebendo cuidados casos como problemas cardiorrespiratórios, intoxicação exógena e envenenamento, queimaduras graves, crises hipertensivas e dores no peito de aparecimento súbito, afogamentos, choques elétricos, suspeitas de infarto ou acidente vascular cerebral (AVC, que tem como sintomas mais comuns a alteração súbita na fala, perda de força em um lado do corpo e desvio da comissura labial), agressão por arma de fogo ou arma branca, crises convulsivas, traumas graves, fraturas e cortes.

Nos casos de sintomas gripais, dores crônicas, vômito, diarreia, enxaqueca ou cefaleia, dor de dente, crise de ansiedade, dores lombares, tosse, traumas pequenos com mais de 12 horas de acontecimento, controle de pressão arterial e glicemia, troca de sondas, aplicações de medicações e curativos, as pessoas deverão procurar as UBSs do Município.

*Com informações da Prefeitura de Esteio