Foto: Brigada Militar/Divulgação

Em suas redes sociais, o prefeito de Canoas Luiz Carlos Busato, comentou uma reportagem publicada na manhã deste sábado (20) em Agência GBC que relatava o fechamento de uma festa no bairro Rio Branco pela Brigada Militar (BM). No local, estavam mais de 130 pessoas.  “Nos entristece”, afirmou o chefe do Executivo Municipal ao ler o conteúdo.

“Isso é uma coisa que deixa a gente muito triste. Todo o esforço que Canoas está fazendo no combate ao coronavírus e o esforço de toda a sociedade. O comércio fechou durante 45 dias. Perdemos renda junto com os comerciantes e pessoas perderam o emprego e um bando, só dizendo assim mesmo, um bando de inconsequentes faz uma festa dessas. Uma proprietária coloca em risco a vida dessas pessoas”, comentou Busato.

Na festa, havia 138 pessoas, sendo 34 adolescentes. “Se uma dessas pessoas na festa tiver o vírus, vai infectar 137 outras pessoas. Esses adolescentes vão para suas casas infectar seus pais, seus avós, pessoas que provavelmente vão precisar de uma UTI”, ressaltou o prefeito.

Além disso, Busato finalizou dizendo que festas assim “não podem continuar, pessoal. Se não houver colaboração, não tem esforço que se faça que a gente consiga conter essa pandemia em Canoas. Eu peço a consciência de vocês, a colaboração de todos, porque sem a ajuda de toda a população, nós não vamos chegar a lugar nenhum.