Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

A bandeira vermelha foi confirmada para a região de Canoas nesta segunda-feira (29) pelo governador Eduardo Leite. O mapa preliminar havia sido anunciado na última sexta-feira (26), mas as prefeituras puderam encaminhar recursos até a manhã do domingo (28). Ao todo, foram recebidos pelo Estado 67 recursos vindos de municípios e associações.

Preliminarmente, nove regiões foram enquadradas na bandeira vermelha. Após o prazo para contestação, Palmeira das Missões, Erechim e Caxias do Sul conseguiram reverter a classificação e, por isso, permanecem na bandeira laranja. As regiões de Canoas, Novo Hamburgo, Porto Alegre, Passo Fundo, Santo Ângelo e Capão da Canoa estão na vermelha.

Pelo modelo de distanciamento controlado do Governo do Estado, se alguma região for reincidente na bandeira vermelha, a mesma segue com essa classificação de risco por, ao menos, duas semanas.

A região de Canoas não pediu alteração da bandeira, mas sim permissão para que o comércio não essencial possa funcionar por take away e tele-entrega. A proposta encaminhada ao Estado foi aceita e conta com a assinatura dos representantes das cidades da R08.

Foto: Reprodução