Foto: Reprodução

Os policiais da 2ª Delegacia de Sapucaia do Sul descobriram um esquema organizado de tráfico de drogas, que envolvia o vereador de Esteio, Márcio Anderson Schmitz, 36 anos, conhecido como Márcio Alemão. Ele e um comparsa foram presos em uma ação deflagrada pelos agentes civis na manhã desta quinta-feira (09) no bairro Parque Amador. Os policiais monitoravam a atividade dos dois indivíduos desde que a denúncia foi recebida, há cerca de 15 dias.

No endereço onde os policiais descobriram a atuação da dupla, uma casa armazenava porções de drogas e munições. No imóvel, foram apreendidas 55 porções de maconha, porções de cetamina guardadas em frascos de vidro, máquina de cartão de crédito, balança de precisão, mais de 40 munições de calibre 22, equipamentos para preparo e embalo de droga. Além disso, no local, havia mais de 200 gramas de cocaína “escama de peixe”, conhecida pela alta qualidade e pureza, que tem preço superior de revenda. Boa parte do material estava armazenado em uma geladeira desligada.

Foto: Jaime Zanatta/GBC

De acordo com as investigações, Alemão e o comparsa, por diversas vezes, entravam e saíam da casa, o que levantou a suspeita os agentes sobre uma possível atividade ilícita no local, que se confirmou na abordagem dessa quinta-feira.

Os agentes deram voz de prisão no momento em que a dupla deixava o imóvel em um carro. Os policiais foram até o local após uma denúncia de que ali funcionava um ponto de tráfico de drogas.

Segundo a Polícia Civil, os agentes notaram que a dupla realizava o transporte da droga em embalagens plásticas. No momento em que deixavam o endereço, os policiais abordaram a dupla e encontraram cocaína e dois tubos lacrados de cetamina.

O delegado Thiago Carrijo, responsável pela 2ª Delegacia de Polícia de Sapucaia do Sul, afirmou que a ação policial foi “cirúrgica” e possibilitou “desarticular esquema de distribuição de drogas suspeito de ocorrer pelo menos em Sapucaia do Sul e Esteio.”

O diretor da 2ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (2ª DPRM) de Canoas, delegado Mario Souza, destacou que “foi um trabalho investigativo qualificado e técnico focado no combate ao tráfico de drogas na Região Metropolitana.”

Os presos foram encaminhados ao sistema prisional. No momento do flagrante, Alemão não resistiu à prisão. A reportagem tentou entrar em contato com a defesa, mas ainda não obteve retorno.

Alemão possui antecedentes de embriaguez ao volante. O comparsa antecedentes de lesão corporal, perturbação da tranquilidade e tráfico de entorpecentes.