Comércio de Esteio reabriu nesta terça-feira com movimento intenso de pessoas | Agência GBC
29.6 C
Canoas
29 de janeiro de 2023

Comércio de Esteio reabriu nesta terça-feira com movimento intenso de pessoas

Prefeito Leonardo Pascoal permitiu abertura de lojas sob as regras da bandeira laranja

O comércio de Esteio abriu as portas ao público nesta terça-feira (04), após quase sete semanas funcionando diretamente com restrições da bandeira vermelha.

A autorização partiu do prefeito Leonardo Pascoal, que anunciou a medida ainda na segunda-feira (03), quando o Governo do Estado ainda não havia se decidido sobre a flexibilização das regras da bandeira.

Na ocasião, Pascoal contrariou as decisões do Estado, pois a cidade está incluída na região 8, enquadrada na bandeira vermelha. Grande parte das lojas, entre varejo e gênero alimentício, abriu as portas nessa terça-feira. O movimento de pessoas nas ruas foi intenso.

O comércio está amparado por um decreto da prefeitura, que aplica a bandeira laranja no município até a próxima segunda (10). Ainda não se sabe como a administração esteiense vai proceder a partir da flexibilização anunciada nessa terça-feira pelo governador Eduardo Leite.

O governador Eduardo Leite anunciou no Twitter na tarde dessa terça-feira as alterações para permitir o funcionamento do comércio varejista não essencial durante a vigência da bandeira vermelha. A medida leva em consideração a estabilização na demanda por internações em UTIs, ainda que em patamar elevado, e permitirá a abertura das lojas com restrições, de quarta a sábado, das 10h às 16h.

Segundo Leite, o decreto valerá a partir de quarta (05). Além do comércio varejista não essencial, a normatiza também irá prever a possibilidade de funcionamento de restaurantes de segunda a sexta, apenas na faixa de horário do almoço.

Mais cedo, a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) informou que havia chegado a um acordo com o Governo do Estado para flexibilizar as restrições impostas pelo sistema de distanciamento controlado. A decisão foi tomada em reunião envolvendo representantes de 27 associações regionais.

A decisão do Estado diante da flexibilização beneficia as regiões de Lajeado, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Porto Alegre e Passo Fundo, que estão na bandeira vermelha. Trata-se de 77% da população do Estado nessa classificação de risco. As demais regiões encontram-se na bandeira laranja, e por isso já podem abrir o comércio não essencial e restaurantes.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!