Foto: Reprodução/ Prefeitura de Canoas

A Prefeitura de Canoas lançou uma nota nesta terça-feira (12), na qual explica que na verdade o município conta com 43 leitos de UTI adulto para o combate contra o Coronavírus. Esse número mostra que a quantidade informada pela gestão anterior, que dizia ter 50, estava errada.

Segundo a prefeitura, esse é o número oficial, com base nas informações repassadas pelos Núcleos Internos de Regulação dos hospitais. Ao atualizar os dados, a Secretaria Municipal da Saúde encontrou número diferente do que vinha sendo informado em relação aos leitos.

Os leitos estão divididos da seguinte maneira: Hospital Universitário possui 33 e o Nossa Senhora das Graças tem 10.

Confira a nota da Secretaria de Saúde na íntegra:

A nova gestão da Secretaria Municipal da Saúde de Canoas assumiu os trabalhos em um cenário obscuro, de precárias e desencontradas informações, muito em razão da falta de transparência e dados fidedignos sobre o nível de abastecimento de insumos para testagem da população e, principalmente, em relação à capacidade de resposta da rede hospitalar dedicada ao tratamento de pacientes da COVID-19.

No dia 06 de janeiro de 2021, através de visita aos três hospitais de Canoas – Hospital Municipal de Canoas (Universitário), Hospital de Pronto Socorro e Hospital Nossa Senhora das Graças e, com base nas informações prestadas pelo Núcleo Interno de Regulação (NIR), a Secretaria Municipal da Saúde contabilizou 43 leitos totais de UTI dedicadas exclusivamente à internação de pacientes da COVID-19 (33 leitos no Hospital Municipal de Canoas e 10 leitos no Hospital Nossa Senhora das Graças).

Os leitos informados pelo Hospital Pronto Socorro de Canoas foram do tipo Suporte Ventilatório Pulmonar, cuja habilitação para recebimento de recursos federais tem fundamento na Portaria GM/MS nº 1.521, de 15 de junho de 2020, que tem por objetivo apoiar a unidade de internação clínica para os casos que necessitem de suporte ventilatório, servindo de estabilização ao paciente, até que o mesmo possa ser transferido para uma unidade de referência hospitalar que possua leitos de UTI COVID-19.Portanto, não são leitos de UTI COVID-19 habilitados pelo Ministério da Saúde.

De acordo com a última versão do Plano de Contingência da COVID-19 do município de Canoas, datado de 16 de outubro de 2020 e não atualizado pela última gestão mesmo com o recrudescimento da pandemia, os 6 leitos de Suporte Ventilatório Pulmonar do HPSC não estão disponíveis à regulação COVID-19, servindo, apenas, para internação da demanda interna da unidade. Tal fluxo foi estabelecido em razão do perfil assistencial do hospital (referência do trauma) e por ser uma unidade porta aberta para as demandas de urgência da região.

Conforme as Portarias do Ministério da Saúde nº 3457/2020, 3498/2020, 3481/2020 e 3506/2020, publicadas em dezembro de 2020, existem, atualmente, 40 leitos de UTI COVID-19 habilitados pelo Ministério da Saúde, que recebem recursos federais para o custeio e 03 leitos de UTI COVID-19 não habilitados, que somam 43 leitos de UTI dedicados exclusivamente à internação de pacientes COVID-19 na rede hospitalar da cidade de Canoas.

A Secretaria Municipal da Saúde de Canoas esclarece que, desde o dia 06 de janeiro de 2021, instituiu um monitoramento diário da capacidade de resposta da rede hospitalar, a partir da obrigatória prestação da informação pelos 3 Hospitais, 3 vezes ao dia (manhã, tarde e noite), cujas informações extraídas são: quantitativo de leitos livres, impedidos e ocupados, a fim de extração da taxa de ocupação total da rede.

Dados epidemiológicos

O sistema de informação e controle da pandemia não era informatizado, impossibilitando a divulgação de forma ágil e segura. Portanto, muitos dados não foram contabilizados anteriormente, o que revelou contradições com o cenário verificado pela atual administração.

Com a finalidade de informar com transparência e rigor, a Secretaria Municipal da Saúde está aperfeiçoando a apuração desses dados, para que a atualização dos boletins epidemiológicos seja precisa.

Por enquanto, a divulgação das informações sobre a Covid-19 será emitida a cada 48h, com o número de leitos, percentual de ocupação, quantidade de casos, óbitos e testes realizados.

Por fim, a Secretaria Municipal da Saúde de Canoas esclarece que o Plano de Contingência COVID-19 está em processo de atualização e revisão técnica pela atual gestão e se coloca à disposição da imprensa para transparência dos dados em relação à pandemia, principalmente, no que se refere à capacidade de resposta da rede hospitalar, como também, em relação aos dados epidemiológicos, para conscientização da população de que é preciso continuar com as medidas de distanciamento social, uso obrigatório de máscara facial, evitar aglomerações, reforço da higiene das mãos com álcool 70% e perseverança de que Canoas vencerá a COVID-19.

Secretaria Municipal da Saúde de Canoas