Foto: Divulgação

A Polícia Civil prendeu em Santa Catarina na última terça-feira (26) a mulher acusada de torturar o enteado de oito anos. A denúncia do crime foi feita em setembro, quando o pai da vítima que vivia com a madrasta e a mãe da criminosa, estava preso.

Na época, o Conselho Tutelar retirou a criança da residência. A mulher até tentou impedir que as conselheiras entrassem na residência. O menino foi levado à delegacia, onde mostrou que pelo corpo haviam diversos ferimentos, além de queimaduras nas mãos e braços. Algumas já estavam cicatrizadas, porém outras eram recentes. O menino também tinha cortes na parte superior de uma das orelhas, constatando assim, os maus-tratos.

Prisão

A madrasta foi encontrada em Arroio Teixeira. Ela estava foragida desde dezembro. Junto com ela, estava o pai da criança.