Foto: Polícia Civil/Divulgação

Foi finalizada nesta segunda-feira (8) no Dia Internacional da Mulher a Operação Resguarda. O objetivo era prender criminosos envolvidos em violência doméstica nos 26 estados e também no Distrito Federal.

Polícias civis de todo o país iniciaram as ações no dia 1º de janeiro deste ano e prenderam mais de 8,2 mil pessoas. Aqui no Rio Grande do Sul, foram verificadas 615 denúncias que resultaram na prisão de 191 suspeitos de feminicídios e tentativas, ameaças, agressões e estupros. Até 15h, 25 pessoas haviam sido detidas, sendo duas em flagrante.

Conforme a Polícia Civil, as investigações ocorreram em 321 municípios gaúchos, com 51,1 mil vítimas atendidas e mais de 13,1 mil inquéritos instaurados, sendo 5,8 mil concluídos. Foram realizados 1,3 mil autos de prisão em flagrante (sendo que alguns resultaram em prisão e outros não) e 10,2 mil medidas protetivas para vítimas, além de 5,8 mil termos circunstanciados envolvendo crimes de menor poder ofensivo.

No Estado, participaram das ações mais de mil agentes no cumprimento 244 ordens judiciais. Somente nesta segunda-feira, foram 132 policiais que cumpriram 48 mandados e em Canoas e nas seguintes cidades:

Alvorada

Bagé

Bento Gonçalves

Caxias do Sul

Cruz Alta

Erechim

Gravataí

Ijuí

Lajeado

Montenegro

Novo Hamburgo

Passo Fundo

Pelotas

Porto Alegre

Rio Grande

Santa Cruz do Sul

Santa Maria

Santa Rosa

Santo Ângelo

São Leopoldo

Uruguaiana

Viamão

Arroio dos Ratos

Torres