A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Canoas prendeu um homem de 27 anos acusado de esfaquear o padrasto, de 20. O crime aconteceu no bairro Fátima.

Receba as notícias de Canoas pelo WhatsApp

De acordo com a investigação, o preso alegou legítima defesa e disse que estava bêbado na hora do crime. Ele contou que vem tendo desavenças com o padrasto. A vítima, que correu o risco de ter sua mão amputada devido à lesão causada em defesa do golpe sofrido, juntamente com os familiares do suspeito, procurou a delegacia alegando ter chegado a um acordo de paz com seu enteado.

Os investigadores conseguiram, em cinco dias, a prisão preventiva do acusado. Segundo Daniel Pinho, chefe da Seção de investigação da DHPP de Canoas, a qualidade e agilidade nas investigações tem sido reiteradamente reforçadas e se mostrado uma fundamental ferramenta no combate a este tipo de crime.

O preso já tem antecedentes por tráfico de drogas. Ele foi encaminhado ao Sistema Prisional para o cumprimento de sua prisão provisória.