CANOAS | Plano de Mobilidade Urbana prevê obras para os próximos 20 anos | Agência GBC
23.2 C
Canoas
03 de dezembro de 2022

CANOAS | Plano de Mobilidade Urbana prevê obras para os próximos 20 anos

O Plano prevê também a ampliação da rede cicloviária e a qualificação das calçadas para facilitar os deslocamentos não-motorizados.

Um conjunto de obras viárias para serem desenvolvidas em 5, 10 e até 20 anos fazem parte do Plano de Mobilidade Urbana de Canoas. Elaborado, com coordenação da Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade, a partir de debates com a sociedade civil organizada e a assessoria do Consórcio Canoas, formado pelas empresas Gistran/Geitran/Prócidades, contratadas através de processo licitatório, o projeto busca facilitar e tornar mais acessível o deslocamento das pessoas e das cargas no território da cidade.

Desde intervenções menores, como a criação de binários de tráfego (duas ruas paralelas, uma em cada sentindo), inserção de rotatórias, até obras maiores, como criação de viadutos, túneis e rebaixamentos viários fazem parte das propostas. O consórcio de assessoramento apresentou gargalos existentes no trânsito de Canoas, sugerindo a criação de perimetrais e transversais nas avenidas de maior fluxo: Santos Ferreira, Farroupilha e o eixo Boqueirão/Rio Grande do Sul. Assim como na Avenida Irineu de Carvalho Braga, conhecida como Perimetral Oeste que já está em execução, sendo uma extensa obra que irá melhorar muito o fluxo entre bairros, por exemplo.

O Plano prevê também a ampliação da rede cicloviária e a qualificação das calçadas para facilitar os deslocamentos não-motorizados. A ideia é que, aos poucos, a cidade vá tirando o protagonismo dos carros, e consiga ir dando preferência para os modais mais sustentáveis, como as bicicletas e o transporte coletivo. Para o transporte coletivo, é indicada a necessidade de pesquisas e estudos específicos para adoção de outras tecnologias, como o Aeromóvel, por exemplo.

Esse conjunto de projetos e obras, que integram o Plano de Mobilidade Urbana de Canoas, foi aprovado pela Câmara de Vereadores na última terça-feira (12). O projeto apresentado pela Prefeitura contou com 16 votos favoráveis e apenas quatro votos contrários. Na segunda-feira (11), o Plano foi apresentado em Audiência Pública, permitindo que vereadores e comunidade analisassem todo o projeto.

Participação coletiva na elaboração

Além das audiências que ocorreram durante a elaboração, o tema vem sendo discutido e aprimorado desde o início de 2021. Em junho do ano passado, a prefeitura realizou a Conferência “Mobilidade e Desenvolvimento da Cidade”, onde o plano foi apresentado, e participaram diversos especialistas sobre o tema.

Posteriormente, foi formada uma comissão de Mobilidade, no Conselho da Cidade, com a participação de diversas entidades que se dispuseram, voluntariamente, a participar das reuniões.

O secretário municipal de Transportes e Mobilidade, Marcos Daniel, lembra que toda a elaboração do Plano de Mobilidade foi discutida junto com a sociedade civil organizada, entidades empresariais e municipais, no Conselhão e no Conselho Municipal de Transportes.

“O Plano de Mobilidade é um instrumento moderno e muito importante, que foi amplamente discutido com a população desde o início do nosso governo. O assunto também foi tratado no nosso Conselho da Cidade, onde participam representantes de 60 entidades da sociedade civil”, destaca o prefeito de Canoas em exercício, Nedy de Vargas Marques.

MATÉRIAS RELACIONADAS

MAIS LIDAS

error: Conteúdo protegido!